Passar para o conteúdo principal

A informação atualizada sobre as concentrações no ar ambiente dos poluentes (dióxido de enxofre; óxidos de azoto, partículas em suspensão (PM10 e PM2,5), chumbo, benzeno, monóxido de carbono, ozono, arsénio; cádmio; níquel e mercúrio, Benzo(α)pireno, como indicador de hidrocarbonetos aromáticos policíclicos), é regularmente disponibilizada ao público.

O melhor conhecimento da qualidade do ar pela população, permite a adoção de comportamentos que minimizem a exposição, quando os níveis de qualidade do ar se afastam dos objetivos de qualidade, contribuindo para a proteção pessoal da saúde de cada indivíduo, e que contribuam para proteger o recurso ar.

Em Portugal a disponibilização de informação ao público sobre a qualidade do ar é assegurada através do sistema de informação Qualar e por uma aplicação para telemóveis (app Qualar), acessíveis através da página desta Agência, sendo apresentada sob a forma de índice com dois níveis de informação:

Ao nível da zona/aglomeração - o índice global numa determinada área resulta do pior resultado obtido em relação aos poluentes monitorizados nas estações existentes em cada área, sendo os poluentes com a concentração mais elevada os responsáveis pelo índice QualAr; ou

Ao nível da estação - é determinado o índice QualAr:

  • Global -  resulta do pior resultado obtido em relação aos poluentes monitorizados, sendo os poluentes com a concentração mais elevada os responsáveis pelo índice QualAr;
  • Por Poluente - calculado para o NO2, O3, PM10 e PM2,5, para o próprio dia, resulta da comparação dos valores médios medidos mais recentes, com as gamas de concentrações associadas a uma escala de cores; no caso dos dias diferentes do próprio dia o índice QualAr resulta da concentração mais elevada obtida relativamente a cada poluente.

Através do sistema de informação Qualar são também divulgados alertas sempre que ocorrem excedências aos limiares de informação (O3) e alerta (NO2, SO2 e O3), estipulados para os poluentes que podem ter efeitos de curta duração na saúde. Essa informação é ainda comunicada às autarquias locais, às autoridades de saúde e ao público, designadamente através dos órgãos de comunicação social nacionais, regionais e locais.

A elaboração e implementação de planos de qualidade é também divulgada ao público e às entidades relevantes nas quais se incluem as organizações de defesa do ambiente, de defesa do consumidor, representativas dos interesses dos grupos sensíveis da população, de proteção da saúde, e de profissionais interessados.

A gestão da qualidade do ar em Portugal conta ainda com o apoio de uma ferramenta relevante que garante a possibilidade de antecipar e fornecer avisos e alertas em tempo real às entidades competentes e à população - a previsão da qualidade do ar.

Através da previsão da qualidade do ar para o dia atual e para o dia seguinte é disponibilizada, sob a forma de índice, informação sobre os níveis previstos dos poluentes relevantes em todo o território nacional, através do sistema de informação Qualar.