Passar para o conteúdo principal

O plástico está por todo o lado e faz parte do nosso dia-a-dia. Na saúde, nos transportes, no vestuário, na alimentação.

É prático, leve, barato, versátil e, sobretudo, muito útil. Graças a este material, disfrutamos hoje de um elevado nível de vida, impensável há poucas décadas. No entanto, apesar das inúmeras vantagens que o plástico apresenta, na forma como o temos utilizado - uma forma linear - tem contribuído para a degradação e poluição do ambiente, sobretudo nos oceanos.

Para continuarmos a disfrutar das vantagens dos plásticos, temos de utilizá-los de uma forma mais racional, responsável e sustentável. Para tal, temos de abandonar o modelo linear de consumo e adotar uma lógica de economia circular - garantindo que os materiais permanecem na economia, maximizando o seu valor, e não se perdendo no meio ambiente. Dessa forma, podemos manter (e incrementar) a nossa qualidade de vida, sem impactar o ambiente, reduzindo o consumo de matérias-primas e valorizando ao máximo os plásticos de que já dispomos.

Em alinhamento com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) e com a visão de economia circular dos plásticos da Fundação Ellen MacArthur, a cadeia de valor dos plásticos portuguesa sentiu a necessidade de promover um caminho conjunto e colaborativo, com vista a acelerar a transição para uma economia circular para os plásticos em Portugal, onde estes nunca se converterão em resíduos.

O Pacto Português para os Plásticos é uma iniciativa que reúne essa ambição da cadeia de valor, juntando empresas de diferentes setores, entidades governamentais, ONGs, associações e universidades em torno desta visão comum – uma economia circular para os plásticos em Portugal. Para se aproximarem desta visão, mais de 80 entidades que, hoje, pertencem ao Pacto Português para os Plásticos, assumiram cinco metas ambiciosas, que se comprometeram a atingir até 2025.

Esta iniciativa pertence à rede internacional da New Plastics Economy (Fundação Ellen MacArthur), colocando Portugal no grupo de países que pretendem liderar esta transição.