Passar para o conteúdo principal

Estratégia Nacional de Educação Ambiental

A Estratégia Nacional de Educação Ambiental (ENEA) pretende estabelecer um compromisso colaborativo, estratégico e de coesão na construção da literacia ambiental em Portugal, através de uma cidadania inclusiva e visionária que conduza a uma mudança de paradigma civilizacional, traduzido em modelos de conduta sustentáveis em todas as dimensões da atividade humana.

Culminando um processo participativo de quase um ano, Portugal, a 8 junho de 2017, em reunião de Conselho de Ministros sobre Ambiente, adotou a Estratégia Nacional de Educação Ambiental (ENEA), compromisso fundamental e de extraordinária importância para o futuro comum sustentável.

A concretização desta Estratégia privilegia um trabalho temático e transversal capaz de garantir os compromissos nacionais e internacionais assumidos por Portugal no domínio da sustentabilidade, dos quais se destaca o Acordo de Paris e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030, e prevê 16 medidas enquadradas pelos objetivos estratégicos:

Educação Ambiental + Transversal,

Educação Ambiental + Aberta e

Educação Ambiental + Participada.

Esta aposta é uma garantia para projetar uma sociedade mais inovadora, inclusiva e empreendedora, estimulando o debate público sobre os valores associados ao desenvolvimento sustentável.

Foi neste contexto que a ENEA foi sujeita a um processo ímpar de participação que pretendeu promover uma efetiva apropriação e responsabilização da sociedade civil. Este procedimento consolidou dois momentos, o primeiro, de participação pública que recebeu exposições de 49 entidades e particulares e, o segundo, de consulta pública que recebeu 35 exposições.

A promoção e a supervisão desta estratégia é assegurada pela Agência Portuguesa do Ambiente, em articulação com a Direção-Geral da Educação, de acordo com as diretrizes emanadas pelos membros do Governo responsáveis pelas áreas do Ambiente e da Educação.

As medidas identificam ações, áreas de tutela, principais promotores, calendário e investimento do Fundo Ambiental previsto. Aos valores indicados acresce o investimento privado e de outros fundos que se venham a identificar, designadamente do PO SEUR.

Para apoiar a implementação de projetos que apliquem a ENEA, têm sido publicados diversos Avisos no portal do Fundo Ambiental.