Skip to main content

Lixo marinho

A POLUIÇÃO é uma das principais ameaças que os oceanos enfrentam. Mais de 80% da poluição que atinge os oceanos tem origem em terra e é transportada para o ambiente marinho pelos rios e ribeiras. As zonas costeiras são por isso os locais de depósito daquilo que deitamos fora dando origem ao LIXO MARINHO.

Poluição dos Mares e Oceanos

Os oceanos cobrem 71% da superfície da Terra e são uma extraordinária fonte de recursos.

Os oceanos e mares têm suportado deste tempos imemoriais atividades como a indústria da pesca e múltiplas economias costeiras, facultando oportunidades recreativas e servindo de habitat para uma infinidade de plantas e animais marinhos. Infelizmente cada vez mais as massas de água do planeta veem sofrendo com as alterações climáticas, decorrentes sobretudo de ações humanas que, aos poucos, estão modificando de maneira substancial a configuração natural do planeta. A aparente vastidão dos oceanos levou a que fosse sobrestimada a sua capacidade para absorver os resíduos de toda a Humanidade. Por demasiado tempo as águas dos oceanos foram usadas como depósito para os detritos e resíduos de todos nós.

Num passado não muito longínquo o lixo nas praias e ao longo de cursos de água interiores navegáveis foi considerado primariamente uma monstruosidade – desagradável de se olhar, mas por outro lado não tão prejudicial. Através dos factos, investigação e educação as pessoas foram constatando que os detritos marinhos causam sérios impactos no ambiente, fauna e flora marinhas, saúde e segurança humanas e animal, navegação e economia.

As redes, os artefactos de pesca e as pedaços de plástico abandonados, bem como outros resíduos podem sufocar e esmagar recifes de coral e ecossistemas sensíveis de plantas marinhas e suas espécies bentónicas. Todos os anos, milhares de animais marinhos são aprisionados em, estrangulados por, ou ingerem várias formas de detritos.

Resíduos médicos, sanitários e de higiene e relacionados incluindo seringas e pedaços de vidro são um perigo para quem frequenta as praias, quando são arrastados para a costa. As comunidades costeiras têm prejuízos quando as praias precisam de ser encerradas para limpeza, e a indústria da pesca tem de absorver os custos anuais resultantes dos danos nos navios causados por detritos flutuantes e abandonados e por perdas das artes de pesca.

Afortunadamente, embora o lixo marinho seja uma das fontes de problemas de poluição mais difundidas pelo planeta é uma para a qual os cidadãos individualmente podem de imediato ser parte da solução; isto porque a origem de todo o lixo marinho pode ser rastreado até uma única fonte - as pessoas. Nas últimas décadas, a composição da maioria dos resíduos sólidos produzidos são constituídos por materiais sintéticos duráveis que podem permanecer no ambiente por muitos anos causando perigo continuado aos ecossistemas. Com o aumento ao nível mundial da população costeira é expetável que a quantidade de detritos que entram nos oceanos também aumente.

É urgente tomar medidas para reverter o estado atual!