Medidas de Proteção

Instrumentos > Emergências radiológicas > Tipos de Emergências Radiológicas > Medidas de Proteção

Nunca é demais enfatizar que é totalmente errada a opinião de que uma emergência nuclear muito grave, mesmo com origem em Espanha, será de tal modo devastadora que se torna inútil qualquer medida de proteção.

Mesmo após um acidente muito grave numa instalação nuclear, as consequências na saúde, especialmente o aparecimento de cancro, serão efeitos retardados devido à exposição a radiações de substâncias presentes na atmosfera, no solo ou alimentos devido à sua deposição ou lavagem da nuvem radioativa pela chuva, e consequente introdução na cadeia alimentar.

O grau de risco para qualquer indivíduo está relacionado com o grau de exposição que sofre.

Assim, uma implementação rápida de medidas de proteção, logo no início da emergência e em períodos seguintes, vai reduzir consideravelmente a exposição às radiações e, portanto, o risco associado.

As medidas de proteção são as ações a tomar para reduzir a exposição das pessoas às radiações numa emergência radiológica.

As medidas principais são:

  • abrigo – ou seja, permanecer dentro de casa (no local de residência, escola, local de trabalho) durante um determinado período de modo a evitar os riscos de maiores exposições que se verificam no exterior – é uma medida simples e muito efetiva;
  • restrição ao acesso a zonas que estejam contaminadas;
  • restrições ao consumo de alimentos contaminados – no caso de ter ocorrido deposição de substâncias radioativas, existe o risco de que certos alimentos possam estar contaminados e pode ser necessário restringir a sua distribuição e consumo;
  • abrigo de gado (bovino, ovino e caprino) – proibindo o pasto e recorrendo a forragens, de modo que os animais não se alimentem com produtos contaminados, pode reduzir-se consideravelmente o risco.

Medidas como evacuação ou distribuição de pastilhas de iodo são contempladas apenas na proximidade de centrais nucleares ou instalações de reprocessamento de combustível nuclear e não estão previstas no caso nacional.