Skip to main content

Portugal está dotado de estações e redes de medição fixas para a avaliação da qualidade do ar ambiente, na sua maior parte geridas e operadas pelas comissões de coordenação e desenvolvimento regional (CCDR).

Para cada poluente existe um conjunto de locais de medição (estações) cuja localização obedece a um conjunto de requisitos tendo em vista garantir a representatividade das medições em cada uma das zonas.

Uma vez estabelecida a localização de uma estação a seleção do local da entrada de amostra obedece a critérios de micro-localização para garantir que as medições são representativas do tipo de ambiente que se pretende.

De modo a permitir uma maior coerência na informação recolhida, essencial à boa gestão da qualidade do ar ambiente, foram estabelecidos objetivos e requisitos de qualidade dos dados.

As estações das redes de medição em operação em Portugal encontram-se caracterizadas na base de dados no sistema de informação Qualar, através do qual também pode ser visualizada a sua localização.

Figura: Estação de St.ª Combinha, rural de fundo, situada no Miradouro de Santa Combinha, Barragem do Azibo e pertencente à rede de qualidade do ar do Norte

Tipologias de estação

As estações de medição de qualidade do ar apresentam tipologias diferentes dependendo das emissões predominantes na zona onde se encontram, representando diferentes tipos de exposição da população à poluição atmosférica e estando, por esse motivo, equipadas com analisadores que medem diferentes poluentes.

Nas zonas rurais, urbanas e suburbanas podem estar instaladas estações de fundo, industriais ou de tráfego para as quais estão definidos critérios de micro-localização:

Estações de tráfego tem como objetivo conhecer as concentrações máximas de poluentes resultantes das emissões do tráfego rodoviário a que a população pode estar exposta, tipicamente concentrações elevadas por períodos de curta duração, localizando-se próximo de vias de tráfego intenso.

Estações de fundo tem como objetivo a avaliação da exposição média da população a concentrações de fundo, localizando-se fora da influência direta de vias de tráfego ou de qualquer fonte próxima de poluição.

Estações industriais permitem avaliar as concentrações máximas de determinados poluentes com origem industrial, encontrando-se situadas na proximidade de zonas industriais.

Funcionamento da estação

As estações estão equipadas com um dispositivo de amostragem que recolhe o ar do exterior da estação e o distribui por um conjunto de analisadores que medem os vários poluentes atmosféricos, em contínuo e de forma automática, determinando as suas concentrações no ar ambiente “em tempo real”.

As medições dos diversos poluentes pelos equipamentos automáticos existentes nas estações das redes de monitorização recorrem a métodos de referência ou equivalentes e respeitam os requisitos de controlo e garantia de qualidade. Os dados das medições são enviados do local de medição para servidores localizados nas comissões de coordenação e desenvolvimento regional e nas direções regionais de ambiente das Regiões Autónomas, que os envia para a base de dados Qualar.

Transmissão de informação

Os dados das medições são enviados hora a hora, através da rede de banda larga móvel para um servidor da CCDR gestora da rede a que pertencem o qual centraliza toda a informação das estações sujeita a uma primeira validação automática efetuada pela aplicação ATMIS (Sistema de recolha e processamento de dados de qualidade do ar da CCDR). Após esta validação a informação é validada por um operador da rede de medição de qualidade do ar.

Diariamente estes dados são enviados para o sistema de informação Qualar, sob a forma de concentrações médias horárias e de um índice de qualidade do ar para as diversas zonas, informação atualizada várias vezes ao dia.

Os dados recolhidos são ainda analisados pelo operador da rede (CCDR) para verificação de situações de excedência aos limiares de informação e de alerta definidos para os diversos poluentes medidos, ocorrências divulgadas ao púbico.

Ao longo do fluxo de informação, representado na figura, os dados passam por vários níveis de validação, sendo disponibilizados através do sistema de informação Qualar em tempo quase real.

Figura: Fluxo de dados de qualidade do ar

A informação relativa à qualidade do ar é também disponibilizada em tempo real através da aplicação para telemóveis app Qualar.