Dia Nacional do Ar - 12 de abril

Comemorou-se a 12 de abril o Dia Nacional do Ar, instituído em 2019 com o objetivo de destacar a importância da qualidade do ar e sensibilizar a população para a necessidade de conhecer e atuar com vista à proteção e melhoria deste recurso indispensável à vida.

O tema deste ano “Educar para melhorAr” destaca a importância de envolver a comunidade e o sistema educacional na formação das crianças e jovens para serem cidadãos mais informados, mais conscientes e mais responsáveis.

Pelas 14h30 do dia 12 de abril decorreu uma sessão de divulgação, sob a forma de webinar, destinada ao público em geral e na qual colaboram representantes das autoridades nacionais, regionais e locais e da academia/ensino. Contou com a presença da Secretária de Estado do Ambiente, Inês dos Santos Costa.

Assista aqui à gravação e aceda às apresentações na secção 'apresentações' deste site.

Foi feita uma apresentação dedicada ao efeito do confinamento na qualidade do ar a nível nacional e será apresentado o projeto “O Ar que eu respiro” que a APA e a Associação Bandeira Azul para a Europa estão a desenvolver, no âmbito do Programa Eco-escolas. Foram também abordadas as diferentes opções para monitorizar a qualidade do ar e o seu significado, com o exemplo prático do recente projeto da Camara Municipal de Lisboa de monitorização com recurso a sensores dispersos pela cidade.

Por fim, e porque interessa tornar a informação fácil e acessível a todos, foram apresentadas as mais recentes funcionalidade da app “QualAr”, desenvolvida pela APA. Disponível em Android e iOS fornece, em tempo real, informações da qualidade do ar na sua Localização ou no seu destino, índices de qualidade do ar na estação de medição mais próxima, entre outros.

Aceda aqui ao programa.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a poluição do ar é o maior problema ambiental que afeta a saúde humana e que na Europa mata, por ano, dez vezes mais que os acidentes de viação. Apesar das melhorias significativas registadas nas últimas décadas, em Portugal persistem alguns problemas de qualidade do ar, principalmente nos grandes aglomerados urbanos. A nível nacional a poluição do ar causa cerca de 6 mil mortes/ano, agrava problemas de saúde, sobretudo em grupos mais vulneráveis, e é responsável pela perda de dias de trabalho, agravando os custos da saúde e contribuindo para perdas económicas.

O confinamento para controlar a propagação da pandemia de COVID-19, e a consequente redução significativa do tráfego rodoviário, mostrou-nos reduções muito significativas nos níveis de poluentes. Estas evidências devem fazer-nos refletir e repensar nas nossas escolhas, por exemplo, no que se refere às opções de mobilidade mais sustentáveis.

Saiba mais aqui sobre a campanha “Por um país com bom ar.”