Concurso “Eficiência Hídrica na Escola" - até 5 de junho

No Dia Mundial da Água, 22 de março, a APA - Agência Portuguesa do Ambiente em parceria com a ADENE - Agência para a Energia, a AMAL- Comunidade Intermunicipal do Algarve, a empresa Águas do Algarve, a Universidade do Algarve e a DGESTE - DSR Algarve, promoveram o lançamento da 1ª edição do Concurso “Eficiência Hídrica na Escola”. Durante a sessão de lançamento, foi apresentado o Regulamento do Concurso e debatido o projeto e as perspetivas futuras.

As mais recentes projeções climáticas para a região do Algarve preveem um aumento da frequência e severidade dos períodos de seca, com impactes ao nível da quantidade e qualidade dos recursos hídricos, pelo que se torna urgente e determinante que se estabeleçam metas e horizontes temporais de eficiência hídrica para os principais usos, podendo a Escola funcionar como um “laboratório” de boas práticas aos níveis infraestrutural (e.g. redes, dispositivos, equipamentos) e comportamental que permitam alavancar outras dinâmicas e posturas.

O Concurso “Eficiência Hídrica na Escola” tem como principal objetivo sensibilizar e mobilizar as comunidades escolares do Algarve, em parceria com os respetivos municípios, para a necessidade de monitorizar o seu consumo da água, promovendo simultaneamente a implementação das melhores práticas para o seu uso eficiente. As escolas e as respetivas autarquias podem submeter a concurso os seus projetos até ao dia 5 de junho de 2021, devendo a inscrição ser realizada 1 mês antes, através de plataforma digital a disponibilizar oportunamente.

O Concurso distinguirá os melhores projetos das escolas do Algarve com boas práticas ao nível da Eficiência Hídrica.

Esta 1ª edição dirige-se a projetos a serem implementados no ano letivo 2021/2022, em agrupamentos de escolas, escolas não agrupadas e escolas profissionais que ministrem o ensino básico e secundário. A proposta de projeto a apresentar deverá conter as linhas orientadoras de implementação do projeto, identificando as medidas que se pretende implementar e a sua justificação tendo em conta a situação atual existente na escola e os resultados esperados.

A avaliação dos projetos submetidos a concurso terá em consideração a clareza na apresentação do projeto e a coerência dos objetivos propostos, face às ações realizadas e a realizar, o potencial impacte social e a qualidade pedagógica, a inovação e criatividade na utilização das melhores práticas disponíveis para o desenvolvimento do projeto, bem como a sua viabilidade.

Serão atribuídos 11 prémios monetários no valor global de €100.000, 3 por cada uma das categorias e 2 menções honrosas, nomeadamente:

- categoria desempenho - escolas com monitorização de consumos e/ou equipadas com dispositivos e equipamentos eficientes no que diz respeito ao uso da água;

- categoria monitorização/medição - escolas equipadas com dispositivos de monitorização de consumos em bom estado, mas sem dispositivos ou equipamentos eficientes ou em número insuficiente;

- categoria ação – escolas sem equipamentos de monitorização de consumos e sem dispositivos eficientes para o uso da água ou em número insuficiente.

 

A entrega dos prémios será atribuída após o anúncio oficial dos vencedores no dia 17 de junho de 2021, Dia Mundial de Combate à Desertificação e à Seca.

O regulamento pode ser consultado no portal do Voluntariado Ambiental para a Água e nos sites dos parceiros do projeto.

O júri do Concurso é constituído por representantes da Agência Portuguesa do Ambiente/ Administração da Região Hidrográfica do Algarve (APA / ARH do Algarve), da Agência para a Energia – ADENE, da AMAL - Comunidade Intermunicipal do Algarve, da Universidade do Algarve, da empresa Águas do Algarve - Grupo Águas de Portugal e da Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares - DSR Algarve.