Lixo Marinho em Praias

Instrumentos > Monitorização do lixo marinho > Lixo Marinho em Praias

Programa de Monitorização do Lixo Marinho em Praias

 

A Agência Portuguesa do Ambiente através das Administrações de Região Hidrográfica e em colaboração com algumas autarquias (Ílhavo, Lagos, Pombal, Póvoa do Varzim e Torres Vedras), capitanias e Associação da Bandeira Azul para a Europa (ABAE), estabeleceu a partir de Janeiro de 2013 um Programa de Monitorização do Lixo Marinho em praias.

Este programa de monitorização de lixo marinho em praias segue as “guidelines” da OSPAR e é realizada 4 vezes por ano (Inverno, Primavera, Verão e Outono) em 9 praias do Continente - Região Norte: Cabedelo (Viana do Castelo) e Estela/Barranha (Póvoa do Varzim), Região centro: Barra (Ílhavo) e Osso da Baleia (Pombal), Região Tejo e Oeste: Amoeiras (Torres Vedras) e Fonte da Telha (Almada), Região do Alentejo: Monte Velho (Santiago do Cacém) e Região do Algarve: Ilha de Faro (Faro) e Batata (Lagos).

Conheça as equipas que realizam as campanhas do programa de monitorização do lixo marinho: Alentejo, Algarve, Tejo e Oeste, Centro e Norte.

Da metodologia do Programa de Monitorização do Lixo marinho em praias faz parte a amostragem em dois troços, dependendo da extensão de praia em causa. Assim, devem ser identificados e recolhidos os materiais num troço de 100 metros e num troço de 1000 metros.

Os resultados relativos ao primeiro biénio do programa de monitorização do Lixo Marinho em praias estão disponíveis no Relatório do Programa de Monitorização do Lixo Marinho (2013-2014) - Portugal.

Os resultados referentes às campanhas de 2015 estão disponíveis no Relatório do Programa de Monitorização do Lixo Marinho em praias 2015

Os resultados obtidos são registados na base de dados da Convenção OSPAR e serão também utilizados na avaliação a efetuar no âmbito do descritor 10 da Diretiva Quadro da Estratégia Marinha.